Login
 
Home Início


"Luiz Carlos Prestes entrou vivo
no Panteon da História.  
Os séculos cantarão a 'canção de gesta'
dos mil e quinhentos homens da
Coluna Prestes e sua marcha de quase
três anos através do Brasil.
Um Carlos Prestes nos é sagrado.
Ele pertence a toda a humanidade.
Quem o atinge, atinge-a."

(Romain Roland, 1936)


ILCP
Uma universidade popular no Brasil: os caminhos para sua conquista
Escrito por Anita Leocádia Prestes   

No artigo, registra-se a importância que atualmente vem adquirindo o debate em torno da conquista ou da construção de uma universidade popular no Brasil e afirma-se que, de acordo com a concepção marxista de História, é possível indicar um ponto de partida fundamental para a abordagem dessa questão – uma universidade popular só poderá existir num futuro socialista. Segundo Marx, o Estado representa os interesses da burguesia e, como tal, não pode estar interessado em promover uma educação igual para todos. A luta pela universidade popular – e pela educação popular de uma maneira geral – deve fazer parte da luta pela substituição do regime capitalista pelo socialista. O grande problema consiste em definir como, a partir das condições atuais, de hoje, caminhar rumo ao socialismo. No artigo destaca-se a importância do “bloco histórico” proposto por A. Gramsci e ressalta-se o legado de L. C. Prestes, que aponta para a necessidade de considerar as formas de transição ou de aproximação ao poder revolucionário, abrindo caminho para a revolução socialista.

Veja mais

Última atualização em Dom, 13 de Dezembro de 2015 02:24
 
ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE AS POSIÇÕES REVISIONISTAS (OPORTUNISTAS) DO MARXISMO NO BRASIL DE HOJE
Escrito por Anita Leocadia Prestes*   

V. I. Lenin, em sua época, mostrou que as tendências revisionistas do marxismo, embora reconhecessem formalmente a teoria do socialismo cientifico, na realidade constituíam uma forma da luta da ideologia burguesa contra as ideias revolucionárias. Segundo o grande artífice da Revolução Russa de 1917, isso revelava a força do marxismo. “A dialética da história é tal – escrevia Lenin – que o triunfo teórico do marxismo obriga seus inimigos a disfarçar-se de marxistas. O liberalismo apodrecido internamente, tenta renascer sob a forma de oportunismo socialista”[1].

 

 

 

 

Última atualização em Qua, 25 de Junho de 2014 16:28
Leia mais...
 
Luiz Carlos Prestes, uma história a ser contada: por ocasião dos 24 anos de sua morte
Escrito por Marcos Cesar de Oliveira Pinheiro   

Em 7 de março de 1990, aos 92 anos, faleceu Luiz Carlos Prestes, o Cavaleiro da Esperança. Uma das figuras emblemáticas da história do Brasil - e também da história mundial -, Prestes faz parte da plêiade de revolucionários do século XX que, com seus erros e acertos, lutaram arduamente pela conquista do socialismo e do comunismo, enfrentando grandes sacrifícios e demonstrando total dedicação, profundas convicções ideológicas e inegável heroísmo.

Última atualização em Dom, 09 de Março de 2014 17:21
Leia mais...
 
A ATUALIDADE DA COLUNA PRESTES – 90 ANOS DEPOIS
Escrito por Anita Leocadia Prestes   

A 28 de outubro de 2014 completam-se 90 anos dos levantes no Rio Grande do Sul que deram início à Marcha da Coluna Prestes, também conhecida como Coluna Invicta.

Pela primeira vez na História do Brasil, um movimento com participação popular, dirigido contra o poder do Estado, não foi derrotado. Momento culminante do tenentismo, cujo programa de reformas de cunho liberal (voto secreto, representação e justiça, liberdades públicas, etc.) adotara, a Coluna Prestes, durante sua marcha de 25 mil quilômetros, com a duração de 2 anos e 3 meses,  através de 13 estados do Brasil, ao vencer 18 generais governistas e tentar a derrubada do presidente Artur Bernardes, contribuiu significativamente para debilitar o poder das oligarquias agrárias  - o sistema de dominação oligárquico -  então vigente no país.

Última atualização em Sáb, 17 de Maio de 2014 21:44
Leia mais...
 
Leia artigo de Anita Leocadia Prestes entitulado: O LEGADO DE LUIZ CARLOS PRESTES E OS CAMINHOS DA REVOLUÇÃO SOCIALISTA NO BRASIL
Escrito por Anita Leocadia Prestes   

O exame do período histórico que se estende durante cerca de sete décadas, a partir da fundação do Partido Comunista Brasileiro (PCB), no início dos anos 1920, nos mostra que, apesar das mudanças táticas havidas na política do partido, a estratégia nacional-libertadora da revolução brasileira permaneceu intacta, marcando de maneira indelével a trajetória dos comunistas brasileiros (Prestes, A.L., 1980, 2001, 2010, 2012).

Última atualização em Ter, 21 de Janeiro de 2014 01:01
Leia mais...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Pagina 7 de 11