Login
 
Home Início


"Luiz Carlos Prestes entrou vivo
no Panteon da História.  
Os séculos cantarão a 'canção de gesta'
dos mil e quinhentos homens da
Coluna Prestes e sua marcha de quase
três anos através do Brasil.
Um Carlos Prestes nos é sagrado.
Ele pertence a toda a humanidade.
Quem o atinge, atinge-a."

(Romain Roland, 1936)


ILCP
Assista o vídeo: Conversa com Anita Leocádia Prestes

CASA DAS PALAVRAS - TV Câmara
Publicado em 10 de abr de 2017
Autoria da TV Câmara

Dim lights Embed Embed this video on your site

Última atualização em Qua, 19 de Abril de 2017 22:59
 
Aprender Com os Erros do Passado Para Construir um Partido Novo, Efetivamente Revolucionário

[25 de Março: O PCB Completa 59 Anos de Lutas Pelos Interesses dos Trabalhadores, Pelas Liberdades e Por Todas a Causas Justas de Nosso Povo]

Luiz Carlos Prestes

1981

Última atualização em Qui, 09 de Setembro de 2021 13:38
Leia mais...
 
DOCUMENTO INÉDITO DE LUIZ CARLOS PRESTES

Apresentação

Trata-se de texto inédito de Luiz Carlos Prestes, elaborado em 1968 e apresentado para discussão em abril de 1969 ao Comitê Central do PCB, que se recusou a discuti-lo sob o pretexto que contrariava as resoluções do VI Congresso do partido, realizado em 1967.

Por essa razão o documento não pôde então ser divulgado. Prestes deixou uma cópia com sua irmã Lygia Prestes a qual, após o falecimento desta, ficou com a Anita Prestes. Outra cópia foi enviada para Moscou e mais tarde transferida para o Arquivo Edgard Leuenroth/Unicamp (coleção Luiz Carlos Prestes, pasta 009; fotocópia do documento original datilografado de 23 páginas).

Última atualização em Ter, 06 de Abril de 2021 17:33
Leia mais...
 
BRASIL: A TRANSIÇÃO DA DITADURA MILITAR PARA UMA DEMOCRACIA TUTELADA PELOS MILITARES. CAUSAS, CONSEQUÊNCIAS E ENSINAMENTOS
Escrito por Anita Leocadia Prestes1   

No artigo é feita uma análise sucinta do golpe civil-militar de 1964 no Brasil, da ditadura militar que se estabeleceu no país e de sua evolução para um regime de tipo fascista. É abordada a crise do regime ditatorial e a sua institucionalização iniciada nos anos 1970 e concluída com a promulgação da Constituição de 1988. São examinadas as causas e as consequências do regime de democracia tutelada pelos militares que se formou no país como resultado da institucionalização promovida sob a égide do Alto Comando do Exército. Registram-se a permanência dessa democracia tutelada nos governos do PT e os seus desdobramentos: a deposição do governo Dilma Rousseff pelo golpe jurídico-parlamentar de 2016, a eleição de Jair Bolsonaro e as dificuldades para o avanço da luta antifascista no país.

Publicado na REVISTA NOVOS RUMOS, v.58, n.1, p. 79-88, Jan.-Jun., 2021.

Veja mais

 
LEIA CARTAS INÉDITAS DE ERMELINDA DE A. FELIZARDO AO PRESIDENTE DO SUPREMO TRIBUNAL MILITAR E AO MINISTRO DA JUSTIÇA J. C. DE MACEDO SOARES *

Porto Alegre,
12 de Janeiro de 1939.

Ilmo. Sr. General Francisco Ramos de Andrade Neves

Rio de Janeiro

Acabo de saber que fazeis parte, como Presidente do Supremo Tribunal Militar que vai julgar, em breve, o recurso interposto pelo advogado de meu neto Luiz Carlos Prestes da sentença que o condenou a 16 anos e 8 meses de prisão.

Última atualização em Qui, 27 de Setembro de 2012 12:42
Leia mais...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Pagina 1 de 10